Marketing Digital na Saúde Doctoralia

Em momentos de crise, é comum que os investimentos em marketing sejam os primeiros a sofrerem cortes nos mais diversos segmentos. Porém, a atual pandemia da Covid-19 – incluindo todos os cuidados de prevenção exigidos e a urgência nos tratamentos – fez com que o atendimento em consultórios, clínicas e hospitais se tornasse ainda mais importante, assim como sua presença online.

Fortalecer a imagem do seu centro médico na internet, especialmente neste momento delicado, não significa apenas manter a rentabilidade do negócio, mas é também uma forma de facilitar o contato com os pacientes, que estão mais vulneráveis, têm mais dúvidas e precisam de ajuda para continuar cuidando da saúde sem correr o risco de contrair o vírus. 

Diante das diversas oportunidades que o universo online oferece para a aquisição e fidelização de pacientes, realizamos um bate-papo exclusivo com dois especialistas em Marketing Digital: a Maria Luiza Buriham, Gerente de Marketing do Grupo DocPlanner BR e o Flaubi Farias, Head de Conteúdo da Resultados Digitais

Neste artigo, trazemos os principais pontos abordados durante a conversa para que você possa colocar em prática estratégias online adequadas ao negócio. Caso queira conferir o vídeo na íntegra, deslize até o final da página e aperte o play. ;)

Qual é papel do marketing digital na rentabilidade dos centros de saúde durante a crise da Covid-19?

Seguindo as recomendações de evitar aglomerações e, quando possível, ficar em casa, muitas pessoas têm passado mais tempo online, seja como forma de lazer, entretenimento, ou até mesmo a trabalho.

De acordo com um levantamento feito pela We Are Social em abril deste ano, o Brasil é o segundo país com maior aumento no acesso a redes sociais no mundo desde o início da pandemia. Entre os internautas de 16 a 64 anos entrevistados, 58% afirmaram passar mais tempo em mídias como Instagram, Facebook ou WhatsApp do que antes das medidas de isolamento.

Marketing Digital na Saúde

Esta é uma excelente oportunidade para utilizar canais de alta audiência com o intuito de educar o público sobre medidas de prevenção da Covid-19 e doenças relacionadas à sua especialidade, posicionar-se como autoridade no tema que você domina e colocar-se à disposição para quem busca por um atendimento, seja ele por telemedicina ou, se necessário, presencial.

Durante nosso webinar, Maria Luiza Buriham comentou que o Marketing Digital, sobretudo em tempos de crise, é um importante investimento a longo prazo e que, com dedicação, produção de conteúdos de qualidade e frequência nos esforços, os resultados são inevitáveis.

Abraçar as ações de marketing internamente ou contratar uma agência de marketing?

Para tomar essa decisão, é preciso ter em mente que o marketing digital exige acompanhamento constante para que o retorno seja positivo. Não existe uma “mágica” que acontece com apenas uma live no Instagram ou após a publicação do site da sua clínica ou consultório

Flaubi explica que não há problema algum em executar sua estratégia digital internamente, mas reforça que “o trabalho com marketing só não pode se sobrepor ao seu trabalho como profissional da saúde” ou ainda como gestor do negócio. Se a equipe do seu centro médico for enxuta ou não tiver disponibilidade de tempo para abraçar diversas micro ações frequentes, o indicado é contar com a ajuda de um profissional terceirizado.

Ele segue dizendo que, ainda que as partes estratégicas e operacionais sejam terceirizadas, o profissional de saúde não deve deixar de se envolver na produção do conteúdo de alguma forma. Isso porque, mesmo o melhor redator ou o analista mais experiente não dominam assuntos relacionados à saúde. Quem passa credibilidade e conhece os temas que o paciente quer acompanhar é quem realiza os atendimentos diariamente na clínica.

Uma dica interessante compartilhada pela Maria Luiza para facilitar o envolvimento do profissional da saúde com os conteúdos é encontrar o formato que funciona melhor pra ele

Algumas pessoas têm mais facilidade com a escrita e podem se dar bem produzindo artigos de blog ou posts informativos, outras conseguem se expressar melhor por vídeos nos Stories ou Youtube, e uma terceira opção é aproveitar o auge dos podcasts para produzir materiais em áudio. 

A partir disso, a equipe de marketing pode otimizar esforços aplicando o mesmo conteúdo compartilhado pelo especialista em saúde em diversos formatos. Por exemplo, transformando um vídeo em blogpost ou um artigo do LinkedIn em podcast. 

Persona X público-alvo: como compreender a fundo o seu paciente

A segmentação correta das campanhas de marketing digital é um dos principais fatores que garantem assertividade. Por isso, é fundamental conhecer seu paciente a fundo, considerando informações que vão muito além de idade, sexo e endereço e buscando dados como: estilo de vida, objetivos pessoais, hobbies, aspectos profissionais, consumo de mídias, etc.

É justamente a riqueza de detalhes que difere a persona e público-alvo. Maria Luiza define a persona como a “representação do paciente ideal do seu consultório”. A partir de uma persona bem definida, é possível identificar o tipo de conteúdo que seu paciente consome, onde ele busca por informações relacionadas à saúde, qual o formato de sua preferência e qualquer outro dado que possa trazer insights interessantes.

Tendo todo esse conhecimento em mãos, torna-se mais fácil criar uma estratégia de marketing online que vai, de fato, impactar potenciais pacientes e transformá-los em clientes.

Quais os canais online mais adequados para a divulgação de consultórios, clínicas e hospitais?

Não existe um único canal ideal para a divulgação de negócios da saúde, ou de qualquer outro setor. Uma estratégia digital robusta é composta por um conjunto de ações nos diversos canais consumidos pela sua persona

Nesse sentido, Flaubi complementa “a gente nunca sabe quando um canal vai saturar, então é importante não ficar refém de apenas um deles”. Por outro lado:

quotesÉ um erro querer estar em todas as redes sociais, você tem que estar onde seus pacientes estão e onde você consegue investir tempo e energia. Não adianta ter              um perfil se você não consegue atualizá-lo”.

É comum que as redes sociais sejam a primeira opção para profissionais e centros de saúde que estão começando a se promover na internet, pela facilidade e familiaridade com as plataformas, além de permitirem a interação direta com o público.

O Instagram, por exemplo, têm conquistado cada dia mais adeptos e oferece diversas possibilidades de formatos (stories, lives, IGTV ou feed) que se encaixam tanto em estratégias iniciais como em avançadas, podendo ter alcance orgânico (gratuito e apenas para os seguidores) ou pago (anúncios que podem atingir usuários que ainda não conhecem seu perfil).

Porém, por mais que você desenvolva um trabalho brilhante em redes sociais, é importante reforçar a importância de um site próprio. Uma página profissional, completa e que siga as boas práticas de SEO (otimização para motores de busca) contribui para a construção de sua reputação online, passa credibilidade e permite que o paciente te encontre nas buscas do Google, além de fornecer total controle para alterações de layout, atualização de informações e publicação de conteúdos.

Outro canal que ajuda muito a aumentar sua visibilidade online é a Doctoralia, maior plataforma de saúde do mundo. Todos os meses, mais de 30 milhões de brasileiros recorrem à Doctoralia para encontrar um especialista de saúde adequado às suas necessidades e agendar uma consulta em poucos cliques, a qualquer momento. Se você ainda não faz parte desta comunidade, clique AQUI para criar um Perfil Básico de especialista ou AQUI para cadastrar sua clínica ou hospital.

Doctoralia

Marketing de relacionamento: como aplicar esta poderosa estratégia?

Fidelizar um paciente é até 5 vezes mais barato que atrair um novo. Por isso, tão importante quanto planejar a divulgação do seu centro médico é trabalhar para que a experiência dos atuais clientes seja positiva a ponto de fazê-los retornar, escolher outros especialistas da mesma clínica ou até mesmo indicar o seu estabelecimento a outras pessoas.

Para isso, Maria Luiza recomenda “é importante que você tenha uma cadência de comunicações para aqueles pacientes que já passaram pela sua clínica”, desde pesquisas de satisfação após as consultas, até dicas de saúde, lembretes de check ups e novidades do estabelecimento.

Como este trabalho exige bastante tempo se feito manualmente, contar com um sistema para automatizar o envio de mensagens de forma personalizada e bem segmentada é a solução.

Tecnologias avançadas como o software para clínicas Doctoralia, que otimiza a gestão de centros médicos com até 20 especialistas, ou o sistema de relacionamento TuoTempo, que eleva a experiência do paciente de grandes centros médicos e hospitais, contribuem com a fidelização de clientes e produtividade de sua equipe.

Bate-papo completo sobre Marketing Digital na Saúde

Para conferir na íntegra a conversa dos nossos convidados sobre o tema, é só dar o play: