O comportamento do paciente digital - o que esperar para 2020 Doctoralia

Você sabia que a hashtag #Saúde está na lista das mais usadas pelos brasileiros em 2019? Isso porque o tema está mais em alta do que nunca no ambiente online. 

A cada 20 pesquisas feitas no Google, 1 já é sobre saúde; as buscas feitas por pacientes que marcaram uma consulta durante o ano foram 3 vezes maior do que entre pacientes que não visitaram um especialista; e o número de brasileiros que acessou a Doctoralia para encontrar um profissional de saúde também aumentou, superando os 10 milhões de usuários únicos ao mês.

Sem dúvidas, 2019 ficará marcado como o ano em que os pacientes definitivamente selaram sua aliança com a digitalização - e que ela deverá ser ainda mais forte em 2020.

O que esperar dos pacientes em 2020? 

Mesmo vendo a internet e a tecnologia se consolidando como ferramentas importantes para o cuidado à saúde, a relação pessoal com os profissionais da área continua sendo muito valorizada pelos pacientes, que estão cada vez mais preocupados com um estilo de vida saudável, focado na prevenção doenças. 

Foi o que identificou um estudo feito este ano pela Doctoralia, após analisar mais de 2.400 opiniões de pacientes publicadas na plataforma: entre usuários brasileiros, o atendimento humanizado foi o critério mais citado por eles, referido em 63% das opiniões positivas.

Na lista de termos mais usados para definir o atendimento humanizado, os pacientes destacaram a atenção, o humanismo e a dedicação.

Outra pesquisa feita com usuários da Doctoralia, também em 2019, complementa dados importantes sobre o comportamento dos pacientes no que diz respeito aos cuidados com a saúde: dentre os mais de 3 mil entrevistados, 97,4% afirmaram que o principal motivo para buscarem um especialista foi a realização consultas preventivas e check ups anuais - número superior ao dos que afirmaram fazer buscas quando já estavam doentes.

Isso demonstra o quanto o modelo de atendimento precisa ser inovado por parte dos profissionais e dos grandes estabelecimentos de saúde. Graças à internet e à melhoria do acesso à informação, os pacientes estão deixando de ter um papel passivo ao cuidar de sua saúde. As novas gerações têm se mostrado mais participativas nas decisões de seus tratamentos, empoderadas e buscando atenção cada vez mais personalizada.

O comportamento do paciente digital - o que esperar para 2020 Doctoralia 2

Como engajar pacientes cada vez mais digitais?

A adesão espontânea da internet pelos pacientes é um indicativo claro para profissionais do setor: este canal precisa ser usado para estimular o engajamento, melhorar a comunicação e a resposta aos tratamentos.

Softwares que se dedicam tanto ao armazenamento de dados quanto à comunicação com pacientes têm assessorado profissionais autônomos e gestores do setor, que vem conseguindo melhorar a experiência que oferecem durante toda a jornada de seus pacientes, de ponta a ponta. 

Essa melhoria já é vista em consultórios que adotaram recursos como o histórico médico digitalizado, que proporciona uma visão holística do paciente. Todas as suas informações passam a ser armazenadas em um ambiente único, incluindo resultados de exames, cronologia de consultas, anamneses e até mesmo as trocas de mensagens com o especialista. Isso não só melhora o acesso de dados, como também ajuda o profissional a criar diagnósticos mais precisos.

Não se pode deixar de mencionar ainda funções como o agendamento e o check in online, disparo de mensagens informativas sobre a consulta e até mesmo o envio de campanhas preventivas, que colaboram tanto para envolver o paciente quanto para melhorar a imagem do profissional.

A relação pessoal médico-paciente nunca deixará de existir e de ser o pilar da saúde de qualidade, mas a nova geração de pacientes demanda mais atenção. Usar a internet e a tecnologia para criar este engajamento é uma das grandes tendências do mercado sanitário e que deve seguir mais forte do que nunca em 2020.