jul 28, 2021

Marketing médico: o que é, qual a importância e como fazer dentro das regras?

Marketing-medico-o-que-e-qual-a-importancia-e-como-fazerCom a velocidade do acesso à informação e a digitalização da saúde, a jornada do paciente mudou. Se antes ele era um agente receptor, que esperava uma indicação de confiança para ir ao médico, hoje ele é protagonista e pesquisa a melhor opção. Basta uma busca no Google ou em uma plataforma de saúde e, pronto, encontra tudo o que precisa. Justamente por isso, o marketing médico assumiu um papel fundamental para o sucesso médico: de conector entre pacientes e especialistas.

Além da autopromoção da publicidade tradicional, o marketing médico é uma oportunidade imperdível para atrair e fidelizar pacientes. Isso porque envolve uma série de ações e estratégias para atingir tais objetivos.

Mas, até que ponto vale a pena investir tempo e dinheiro em marketing médico? Será que faz sentido para o seu atual momento profissional? Como fazer, sem ter problemas com o Conselho Federal de Medicina (CFM)?

Preparamos este conteúdo para explicar tudo o que você precisa saber sobre marketing médico e talvez não tenha encontrado ainda.

1. O que é marketing médico?

Marketing médico é um conjunto de ações e estratégias para atrair, conquistar e fidelizar pacientes. Além de agregar valor aos profissionais e consultórios, também funciona como um impulso para construir autoridade e melhorar sua reputação no setor de saúde.

A prática é regulada pelo CFM. Por isso mesmo, deve ser feita com ética e responsabilidade. Ainda neste post vou comentar com mais profundidade o que é proibido no marketing médico.

👉 Mas, antes, quero compartilhar com você o nosso Combo Marketing para Profissionais de Saúde. Uma seleção de ferramentas e materiais de apoio gratuitos para impulsionar sua visibilidade e reputação.

2. A importância do marketing médico

Se perguntando por que é importante investir em marketing médico? Pois bem, existem duas respostas que cabem aqui - uma mais humana e outra mais comercial: 

  1. para facilitar a experiência dos pacientes, seja por meio de conteúdo útil para eles quanto pelo estreitamento da relação com seu público;
  2. para aumentar a lucratividade do seu negócio a longo prazo, lembrando que o seu consultório também precisa de receita para continuar funcionando, certo?

Seja qual for a resposta que melhor se encaixa ao seu atual momento profissional, é importante lembrar que o marketing médico pode te ajudar a se tornar referência regional. 

Só para se ter uma ideia da importância do marketing médico, segundo o mais recente Panorama das Clínicas e Hospitais, realizado pela Doctoralia e TuoTempo:

  • 50% dos centros médicos com apenas um profissional já “fazem o básico” quando o assunto é investimento em marketing
  • Pouco mais de 20% investem ativamente
  • Outros 20% pretendem investir
  • E apenas 10% afirmam não investir

👉 Como você pode ver, aí está a oportunidade para se aprofundar na prática para aumentar sua visibilidade e reputação e sair na frente.

3. Como fazer marketing médico de modo estratégico (e ético)

Tem interesse em iniciar seu marketing médico ou até mesmo impulsionar o plano já existente, mas não sabe por onde começar?

Compartilho, a seguir, um passo a passo para te ajudar a entender o que deve ser definido e observado para aumentar suas chances de sucesso:

3.1 Saiba como fazer marketing médico dentro das regras do Conselho

Para fazer marketing médico com assertividade e, principalmente, zelando pela ética médica, é preciso ter em mente as determinações do Conselho Federal de Medicina para evitar penalizações.

Fazer marketing médico com ética e responsabilidade é tão importante que o próprio CFM desenvolveu uma cartilha sobre o tema: o Manual de Publicidade Médica. No entanto, conhecer suas diretrizes deve ser o primeiro passo antes mesmo de planejar suas primeiras ações. O mesmo acontece com outras especialidades de saúde que possuem suas próprias regras. 

3.1.1 O que é proibido no marketing médico?

Como sabemos, a credibilidade e a ética médica são pilares essenciais para que a sua imagem como profissional de medicina não seja prejudicada. Assim sendo, é de suma importância ter em mente o que é proibido no marketing médico e deve ser evitado quando o assunto é divulgação.

⛔ Listo a seguir 10 coisas que você não pode fazer em suas ações de marketing médico, segundo o manual do CFM:

  1. anunciar que tem uma especialidade que não possui;
  2. divulgar os aparelhos ou produtos do consultório para mostrar que possui estrutura e tecnologias médicas de ponta;
  3. expor fotos de pacientes para se promover profissionalmente (nem mesmo em “Antes e depois”);
  4. fazer propaganda enganosa ou, ainda, se envolver em uma propaganda falsa;
  5. fazer sensacionalismo ao divulgar informações que possam causar alarme à sociedade;
  6. garantir resultados específicos;
  7. se autointitular “o melhor”, “o único” ou qualquer outra expressão que sugira superioridade em relação aos colegas da medicina;
  8. sugerir diagnóstico sem uma consulta prévia;
  9. usar imagem de celebridades para divulgar serviços médicos;
  10. veicular informações de saúde sem estar indicado como o médico responsável pelo conteúdo, incluindo número de registro e especialidades.

👉 Aproveite para tirar todas as suas dúvidas sobre Publicidade Médica neste outro artigo aqui.

3.2 Defina seu público-alvo de pacientes

Para garantir um marketing médico assertivo, o próximo passo é definir quem são as pessoas que precisam do seu serviço. Quem é o seu paciente?

Pode parecer clichê, mas ter consciência sobre o perfil de pessoas que você quer atender é fundamental para planejar ações direcionadas. Quando você sabe quem são, fica muito mais fácil atender às expectativas dos pacientes e aumentar a fidelização.

Existem três formas de fazer esse levantamento:

  1. levantando hipóteses a partir do que você entenderia como cliente ideal;
  2. fazendo entrevistas com os pacientes para saber em média que idade eles têm, com o que trabalham, o que buscam, entre outras informações;
  3. ou pesquisando em fontes secundárias, como redes sociais ou plataformas de saúde.

👉 Certamente, a segunda opção é a mais segura de todas. Mas a terceira pode ser útil para que entenda sobre o que elas gostam de falar, quais suas dúvidas ou o que mais chama a atenção. São informações úteis para incrementar ainda mais seu planejamento.

3.3 Defina seus objetivos

Para seguir com o seu planejamento de marketing médico outra importante definição são os seus objetivos daqui para frente.

Veja alguns exemplos abaixo e fique à vontade para aproveitar em sua estratégia:

  • conquistar mais pacientes;
  • fidelizar os pacientes recentemente atendidos pela primeira vez;
  • se posicionar como autoridade em sua especialidade;
  • ajudar pessoas sobre a importância de se atentar a alguns cuidados específicos com a saúde;
  • conquistar a atenção do paciente digital.

3.4 Escolha as estratégias

Mão com caneta desenhando estratégia de crescimento em marketing médico

As estratégias vão funcionar como se fossem “pontes” que vão te ajudar a conquistar os objetivos que acaba de definir. Por isso mesmo, você deve escolher o que faz mais sentido conforme as metas estabelecidas.

Um exemplo? Vamos supor que você viu estatísticas que mostram que quase metade das pessoas que visitam um médico não voltarão outra vez. Então, define o objetivo de fidelizar pacientes. Nesse caso em específico, pode ser interessante usar estratégias como o envio de pesquisa de satisfação após as consultas. Uma forma de colher feedbacks e melhorar ainda mais a qualidade das consultas.

3.5 Acompanhe os resultados

Acredito que você esteja se perguntando como saber se todo o esforço e investimento em marketing médico vai ou não valer a pena. Como medir resultados? Como saber se a estratégia definida está dando certo?

Justamente, essas perguntas são muito válidas. Afinal de contas, é um pouco frustrante dedicar tempo em um projeto que não vai gerar os resultados esperados. Concorda?

No entanto, existem alguns indicadores extremamente úteis nessas horas. No marketing chamamos eles de “métricas de marketing” ou ainda KPIs (Key Performance Indicators ou Indicadores-chave de Performance). Esses indicadores são usados para medir os resultados de ações e estratégias realizadas. 

Alguns dos mais usados pelos médicos, segundo o Panorama das Clínicas e Hospitais 2021, são:

  • novos pacientes
  • geração de agendamentos de consultas
  • melhor posicionamento no Google 
  • reconhecimento de marca
  • maior faturamento mensal
  • geração de novos contatos / leads

Importante: em alguns casos, pode ser necessário rever as táticas aplicadas em seu marketing médico. Por isso, procure manter a mente aberta para mudanças de percurso. Muitas vezes são elas que garantem que os objetivos definidos lá atrás sejam realmente alcançados.

👉 Leia também: Você é um médico com influência online? Teste sua presença digital!

4. Ideias de estratégias e ações de marketing para médicos

Com uma grande variedade de estratégias, o marketing médico pode ser colocado em prática por diferentes canais e sob diferentes formas.

Confira agora mesmo algumas sugestões para começar o seu com o pé direito:

4.1 Tenha uma identidade visual definida

Você provavelmente já deve ter ouvido que uma imagem vale mais que mil palavras ou que a primeira impressão é a que fica. Certo?

São duas frases que ilustram bem a importância de ter uma identidade visual clara e agradável. Pense que, a partir dela, fica mais fácil para que o público reconheça o seu consultório em seus canais de comunicação. Lembre-se disso ao planejar seu cartão de visita, prontuário eletrônico, receituário, site e perfil - tanto nas redes sociais quanto na Doctoralia.

👉 Quer criar uma identidade visual incrível e de um jeito descomplicado? Baixe o nosso eBook gratuito sobre o Canva, uma poderosa ferramenta de design simples e intuitiva.

4.2 Inscreva-se em uma plataforma de saúde online

Falando em Doctoralia, esse é um exemplo de “vitrine online” fundamental para ajudar a impulsionar sua visibilidade e melhorar ainda mais sua reputação online. Com mais de 15 milhões de visitas de pacientes por mês, é a maior plataforma de saúde do mundo. Um marketplace que conecta especialistas em saúde a pacientes, reduzindo distâncias e facilitando a experiência de ambos os lados.

Ao criar seu perfil de Especialista na Doctoralia, você pode ser mais facilmente encontrado por pacientes da sua região. Uma estratégia de marketing médico relevante em tempos de saúde 5.0.

De acordo com pesquisas internas da Doctoralia, 90% dos pacientes buscam um especialista em saúde pela internet.

Se quiser se tornar seu perfil médico ainda mais completo, com acesso a recursos como agendamento online de consultas, prontuário eletrônico personalizável e Telemedicina, basta optar por um perfil Premium.

👉 Vale a pena? Sem dúvida: até hoje, a Doctoralia soma 12,7 milhões de consultas marcadas por meio da plataforma e 50 mil atendimentos ao mês via Telemedicina.


Crie agora mesmo seu perfil gratuito na maior plataforma de saúde do mundo!

Mais de 15 milhões de pacientes acessam a Doctoralia todos os meses em busca de um especialista em saúde. Que tal ser mais facilmente encontrado por eles? 😉

Criar perfil gratuito


4.3 Tenha um site

Ilustração de um site, uma importante estratégia de marketing médico

Ter um site é outro importante passo para facilitar a vida do paciente. Afinal, ele precisa encontrar informações sobre você e sobre os serviços que oferece para entender como pode ajudá-lo. Pode parecer bobeira, mas se ele não conseguir te conhecer melhor no momento da busca as chances que desista de agendar a consulta são altas.

Outro ponto importante nesse sentido é que o site seja responsivo, para que possa ser acessado facilmente em qualquer dispositivo, e otimizado, para aparecer nos primeiros resultados do Google. Para conseguir tais objetivos, será preciso ter conhecimento em outra estratégia: SEO (Search Engine Optimization ou simplesmente Otimização para Mecanismos de Busca). Assim sendo, busque conteúdos e parceiros que possam te atualizar sobre as melhores práticas.

Com o apoio de um site médico, você terá o que precisa para ancorar sua estratégia de marketing médico. A dica, entretanto, é aproveitar o espaço para demonstrar seu conhecimento e preocupação com a saúde dos pacientes, mantendo sempre suas informações e conteúdos atualizados. 

4.4 Aposte no marketing de conteúdo

Provavelmente em algum momento da sua carreira, você já deve ter ouvido falar sobre a importância de oferecer conteúdo para os pacientes. Estou certa?

Pois bem, no marketing existe uma estratégia para lá de eficiente chamada marketing de conteúdo. É uma das melhores formas de atrair pacientes para o seu consultório por um custo mais baixo. Isso porque apresenta um alto retorno sobre o investimento.

Em termos práticos, a estratégia consiste em produzir e distribuir conteúdo relevante e valioso para o seu público-alvo, ou seja, os pacientes. É entregar justamente informações que eles desejam encontrar para que, em momento oportuno e quando precisarem de ajuda especializada, lembrem de você.

👉 Leia também: 15 dicas de como atrair pacientes sem parecer invasivo 

4.5 Busque parceiros

Sei bem como a rotina de um médico é agitada e que muitas vezes o tempo se torna um recurso escasso. No entanto, outra ideia que também pode ser estratégica é contar com a ajuda de parceiros que sejam especialistas em marketing para montar seu plano.

Como desenvolver uma estratégia de marketing médico leva tempo e exige dedicação, além de conhecimentos técnicos, é uma forma de otimizar tempo e dinheiro. Assim, você não precisa - em teoria - desperdiçar uma grande parcela do tempo das consultas para se dedicar a ela.

4.6 E faça bom uso das redes sociais

Não é novidade que as redes sociais estão cada vez mais populares e que, em muitos casos, se tornaram o principal meio de acesso à informação. Por essa e por todas as outras razões, são opções para impulsionar o seu marketing médico.

Além de ser interessante explorar os recursos oferecidos pelas gigantes Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter.

Importante: procure ter sempre em mente as práticas que não são permitidas de acordo com o CFM para não violar nenhuma regra.

eBook gratuito sobre redes sociais como estratégia de marketing médico

Este artigo foi útil para você? Espero que muito em breve você possa ver o marketing médico criando valor para o paciente e elevando seu consultório a novos patamares.

Para continuar avançando no assunto, participe do nosso Programa de Marketing para Profissionais de Saúde! É um curso gratuito, com avaliação e emissão de certificado. Nele, você vai conferir mais dicas e conteúdos de apoio para impulsionar ainda mais seu marketing médico. Aproveite!