Paciente 3.0.jpg

Os brasileiros já podem ser considerados pacientes 3.0 devido ao ótimo uso que fazem das novas tecnologias em benefício de sua saúde. Foi o que descobrimos na pesquisa realizada pela Doctoralia, do grupo Docplanner, realizada simultaneamente com os usuários da plataforma em seis diferentes países: três da família Docplanner: Polônia, Turquia e Itália, e três da marca Doctoralia: Espanha, México e Brasil.

O paciente 3.0 é uma pessoa que utiliza a internet de forma constante, busca informações de alta qualidade sobre especialistas e serviços médicos, organiza consultas médicas por meio de plataformas online e participa de discussões sobre saúde na web, seja em redes sociais, fóruns, blogs e etc.

Qual é o perfil do paciente 3.0 no Brasil?

Paciente-3.0-doctoralia.pngAs mulheres determinam esse perfil no Brasil, representando mais de 75% dos usuários. Esse predomínio ocorre porque elas são mais propensas a procurar ajuda profissional para resolver seus problemas de saúde e estão mais conscientes da importância do bem-estar, não apenas para si, mas também para a família.

Além disso, o paciente 3.0 pesquisa por médicos e especialistas principalmente no começo da semana de trabalho - o maior nível de atividade na Doctoralia ocorre na segunda-feira (21,6%) e diminui gradualmente ao longo da semana. No entanto, é importante considerar que o final de semana representa quase 15% da atividade da plataforma.

Como marcam as consultas?Paciente-3.0-doctoralia-1.png

Mais de 60% dos brasileiros que utilizam a Marcação de Consultas pela Internet na Doctoralia agendam na semana anterior à visita. Apesar de serem os que mais se planejam - a média é de 4 dias antes, enquanto turcos, polacos e italianos, geralmente, marcam com um dia de antecipação - o número demonstra o quanto os usuários buscam na Internet uma forma mais rápida para chegar a um especialista.

Eles também se guiam pelas recomendações de outros usuários, que influenciam diretamente a "popularidade" do especialista. Quanto maior a classificação do profissional, maior a preferência dos usuários para marcar consulta, sobretudo no Brasil. Os médicos valorizados com 5 estrelas recebem, em média, 95% das consultas marcadas em todos os países. 

O Paciente 3.0 em outros países

O estudo também fornece dados sobre esse tipo de paciente em países como Polônia, Turquia, Itália, México e Espanha. Nesses países, as mulheres também são os principais protagonistas, com a Polônia no topo (75,7%), seguida pelo Brasil (75,1%). Espanha e Itália se destacam como os países com maior porcentagem de pacientes entre 55 e 64 anos (16,4% e 12%, respectivamente), na contramão dos demais em que as pessoas dessa faixa etária não estão acostumadas a utilizar a internet.

Paciente-3.0-doctoralia-3.pngA segunda-feira é o dia favorito para realizar pesquisas sobre saúde ou agendar consultas médicas em todos os países. Existem pequenas diferenças de horários: a Itália prefere fazê-lo à tarde, enquanto México, Espanha, Turquia e Polônia fazem isso também pela manhã, como o Brasil.

 


Apareça em destaque para os pacientes 3.0, aumente as opiniões de seu perfil e conte com um especialista para te assessorar nessa gestão.


 Leia o estudo completo: