Karolina Korth é psicóloga e especialista em Diabates na farmacêutica Roche, além de uma expert em saúde digital.

Durante o evento Healthio, em Barcelona, tivemos a oportunidade de conversar com ela sobre a tecnologia estendida à saúde e como isso pode influenciar a vida dos pacientes e as consultas médicas. A especialista também deixa um recado aos especialistas em saúde que ainda têm dúvidas sobre dar o passo rumo ao universo online. Vale a pena conferir a entrevista!

Aos interessados em conhecer mais sobre  interessante a visão de Karolina em relação à saúde digital, fica a dica para acompanhar também seus perfis no  Twitter e no Paper.li.

A seguir também é possível ler a entrevista na íntegra.

Como a tecnologia tem empoderado os pacientes nos dias de hoje?

Os pacientes vão checar seus sintomas na internet com objetivo de averiguar seu diagnóstico, qual o melhor hospital para tratar esses sintomas e qual o melhor médico na região para quem eles poderão ligar e fazer algumas perguntas. Então eu acredito que, nesse momento e como nós já temos visto, a tecnologia está penetrando todas as partes da nossas vidas e, consequentemente, ela irá penetrar todas as partes da vida do paciente.

Como a tecnologia vem mudando o relacionamento entre especialistas em saúde e pacientes?

Nós vemos com muita frequência entre os pacientes com Diabetes, por exemplo, como eles controlam suas taxas de glicose no sangue automaticamente, por meio de um aplicativo. E às vezes, quando vão ao médico e compartilham todos esses aplicativos, alguns profissionais se sentem um pouco sobrecarregados. Muitos ainda preferem usar as versões em papel. Então eu acredito que nós precisamos engajar os dois lados, não somente os pacientes, mas também os profissionais de saúde com o objetivo de estabelecer a tecnologia como “o” caminho entre eles, a ponte para se comunicarem.

Como os especialistas em saúde podem atrair novos pacientes para a internet?

Se o paciente realmente vê um benefício claro em usar a Internet e as mídias online, não é necessário fazer um grande esforço para os especialistas. Nós usamos a tecnologia para estar conectados, para compartilhar informações, nossas emoções, fotos e até para receber feedbacks. E eu acho que exatamente isso, esse mesmo discurso, pode ser usado na relação entre médico e paciente.

Que conselhos daria a um especialista em saúde que ainda não deu esse passo para a Internet?

Uma vez que começar a utilizá-la, você vai perceber quais são as grandes vantagens que terá, qual o ganho de eficiência. Isso é exatamente o mesmo que calcular algo com as mãos e usar uma calculadora.Você ganha tempo. Então eu encorajo a todos não somente a verem slides e demos online. Comece usando um pequeno aplicativo e pense nas vantagens, vá diminuindo barreira para integrar a tecnologia ao seu dia a dia.